#Chapter 04 - Newt

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

#Chapter 04 - Newt

Mensagem por Pietro em Qui Dez 04, 2014 2:39 am

Relembrando a primeira mensagem :

A cidade de pedra... Era interessante como o cinza tomava conta de tudo. Por mais que houvesse alguma movimentação, comércio, batalhas, a cor que predominava fazia daquela cidade algo um pouco apagado, esquecido talvez. Decidi trazer Skiddo a minha companhia, fazendo com que a visualização de seu verde trouxesse mais vida para a minha estadia na cidade.

- Vamos caminhar um pouco, meu pequeno?!

Passei a mão sobre sua cabeça, sorrindo para ele, como percebera que gostava que eu fizesse. Dei passos lentos e vagarosos pelas ruas de Pewter, olhando tudo a minha volta procurando por algo que me chamasse a atenção. Era fato que até agora, minha aventura havia sido em muito movimentada e cheia de surpresas, desde o grupo de atores até a aparição de um pokémon shiny; não esperava menos da Cidade de Pedra. 
avatar
Pietro
Narrador
Narrador

Mensagens : 834
Poké Points : 3386
Idade : 22
Localização : Senzala

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: #Chapter 04 - Newt

Mensagem por Pietro em Dom Dez 07, 2014 1:13 am

O repentino frio que chegara a Pewter afetava até mesmo a mim, que estava dentro daquela casa agora em muito bagunçada. Tentando o ignorar na medida do possível, segui junto ao flutuante pelo túnel cavado, este bem estruturado e iluminado por cristais, para minha surpresa. Caminhei em passos silenciosos e Solrock apenas flutuou sem emitir qualquer som, o que era um lado bom de sua natureza séria. 

- Espere...

Ergui uma mão, indicando que parasse quando ouvi uma conversa mais a frente. Busquei por um ponto onde pudesse me ocultar e escutar melhor o que duas pessoas conversavam, sendo uma destas a mulher antes encontrada, reconhecendo-a devido sua voz. Tramavam algum plano onde ela roubaria algo do museu de Pewter, ainda que não tivesse a informação sobre o que seria.

Na calada da noite, a agora ladra poderia realizar seus planos sem interferência; ao menos era o que ela pensava, crente de que seu Trubbish ainda me barrava na entrada do túnel. No momento, precisava agir. O homem fora deixado ali enquanto a outra seguira de acordo com suas instruções. Achava eu que um combate agora só atrasaria-me. Precisava passar por aquele sujeito sem confronto, pensando em algo para isto.

- Solrock, mire o Rock Throw na cabeça dele.

Dei o comando em forma de sussurro, emitindo o mínimo de som possível. Sabia também que o modo silencioso do sol e sua habilidade de flutuar o tornariam ainda mais imperceptível para que executasse o que eu pedira. Só bastava esperar que tudo ocorresse como o pretendido.
avatar
Pietro
Narrador
Narrador

Mensagens : 834
Poké Points : 3386
Idade : 22
Localização : Senzala

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #Chapter 04 - Newt

Mensagem por Zero em Dom Dez 07, 2014 1:44 am



Pewter City



Clima: Frio. || Post: 08
21:44 PM

Estefan estava realmente agindo na escuridão. Com uma ordem para seu Solrock, foi capaz de nocautear o homem e deixá-lo a beira da morte.

Os olhos do sol novamente se tornaram púrpuros e então uma pedra no topo do teto começou a se destacar com uma fina camada da mesma cor ao seu redor. O homem que pelo que pouco que Estefan via mexia numa máquina mal notou quando a rocha caiu com tudo sobre a sua cabeça. O seu grito ecoou abafado, e a ferramenta que tinha em mãos caiu no chão fazendo o barulho.

Com isso, Estefan via-se livre para seguir em frente. Passou pelo local e notou que ele estava armando um tipo de moto de fuga com um tipo de mala logo abaixo do acento do passageiro provavelmente eles transportariam tal coisa ali.

O homem caído no chão era um senhor de aparentemente sessenta e pouco anos, em seu crachá estava escrito algo com "Z", mas pouco o garoto podia ler graças ao sangue que sujara toda sua roupa. Uma fenda abria-se em sua cabeça, e mais ao lado, uma rocha toda quebrada em diversos pedacinhos.

Estefan podia ficar e vasculhar mais o local, ou então seguiria em frente para alcançar a mulher...

290303
330404
black
D9D9D9








avatar
Zero
Fundador
Fundador

Mensagens : 4221
Poké Points : 11605
Idade : 17

Ver perfil do usuário http://pkeliterpg.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #Chapter 04 - Newt

Mensagem por Pietro em Dom Dez 07, 2014 2:01 am

Por sorte ou mesmo pura habilidade de meu pokémon, tudo ocorrera bem, ou melhor do que esperado. O sujeito que agora podia ver melhor, na verdade era um senhor de idade, o que fez-me de alguma maneira sentir-me culpado pelo o que fizera a este. Não imaginava que o sol destacaria do teto uma pedra tão grande como o fez, e isso gerou o pensamento de que talvez Solrock fosse mais "maligno" do que aparentava ser.  

- Bom trabalho.

Pude encontrar algumas coisas que me surpreenderam naquele cenário, uma destas sendo uma moto que supostamente seria usada como meio de fuga. Aproximei-me do aparelho agora ao chão, o analisando afim de constatar se teria ou não alguma utilidade para mim, e caso realmente tivesse, não hesitaria em o colocar em minha mochila.

Seguiria vasculhando as vestes do homem, buscando por dinheiro ou qualquer item do qual pudesse tirar proveito e somado a isto, ligaria o Dowsing Machine, fazendo uma busca rápida pelo local. Caso encontrasse algo de meu interesse, apossaria-me de tal e o guardaria, partindo dali por fim. Seguiria até o caminho utilizado pela mulher, visando a alcançar e impedir seus planos de furto.

- Vamos, Solrock!
avatar
Pietro
Narrador
Narrador

Mensagens : 834
Poké Points : 3386
Idade : 22
Localização : Senzala

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #Chapter 04 - Newt

Mensagem por Zero em Dom Dez 07, 2014 2:59 am



Pewter City



Clima: Frio. || Post: 09
21:48 PM

O garoto começou a ter um pensamento diferente sobre Solrock, sobre a maldade daquele Pokémon ser um pouco maior do que ele esperava... Oras, o sol só queria certificar-se de que o homem não atrapalharia mais seu caminho, e convenhamos, fez isso muito bem.

O sangue já pintava completamente o chão abaixo do senhor que agora morria ali mesmo. Se a polícia soubesse disso, provavelmente buscaria por Estefan. Talvez a sua conversa com Atup tenha realmente servido de algo...

Vasculhou o local e achou apenas algumas coisas não tão raras assim, e outras que não tinham nenhuma utilidade. Ao apalpar o seu corpo ensanguentado, achou um bolo de dinheiro dentro de seu uniforme, não hesitou em retirá-lo. Junto daquilo, achou um rádio, que aliás, já apitava.

- Rubens, está aí? Cheguei aqui... Não estou conseguindo escavar, traz aquele seu Pokémon ridículo! - Era a voz da mulher, que então desligou a ligação. Ao ver novamente, achou uma Poké Ball no cinto do homem... Seria prudente roubá-la?

Achou 800$

290303
330404
black
D9D9D9








avatar
Zero
Fundador
Fundador

Mensagens : 4221
Poké Points : 11605
Idade : 17

Ver perfil do usuário http://pkeliterpg.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #Chapter 04 - Newt

Mensagem por Pietro em Dom Dez 07, 2014 3:25 am

O homem começara a perder uma grande quantia de sangue a partir da ferida em sua cabeça. Certo nojo fazia-me sentir ânsias, mesmo que numa intensidade baixa.   Tentei não imaginar se este estaria ou não morto àquela altura, apenas apossando-me do dinheiro encontrado e por fim, da pokébola em sua cinta também. Pude ouvir a mulher falando ao rádio que agora encontrava-se repousado ao chão, tendo de agir imeditamente.

- Solrock, use o Confusion para manipular o corpo dele e deixe-o escondido atrás de alguma pedra mais atrás de nós.

Precisaria de uma série de coisas para que a situação seguinte não fugisse ao meu controle. Deveria ter conhecimento de qual pokémon se tratava, visto que futuramente este podia sair por vontade própria da pokébola. Caso fosse de meu interesse e pudesse ficar sobre meus cuidados, o faria de bom grado. De qualquer maneira, havia o libertado de um treinador com intenções ruins, o que era meu objetivo de vida querendo ou não.

Seguiria arremessando a esfera ao ar, revelando a criatura dentro desta. De átimo, usaria minha Pokédex, registrando seus dados.

- Oi... Eu vi um homem saindo desse túnel as pressas e entrei para checar o que acontecia aqui. Foi então que achei sua pokébola deixada sobre uma pedra. Parecia que quem a largou aqui tomou o cuidado de a deixar bem visível...

Era penoso ter de mentir daquele modo. Com meu discurso, esperava que o pokémon entendesse que seu treinador tivesse o abandonado ali, visando que alguém o encontrasse mais tarde. Por mais que a história contada, caso este acreditasse, fosse o fazer sentir-se literalmente um "lixo", era o melhor para ele em minha opinião. Posteriormente, dependendo de sua reação, poderia cogitar cuidar deste caso ele aceitasse. Que tipo de criador seria eu se não amparasse uma criatura agora sem mestre?!

Notava também a maneira como estava agindo "naturalmente" com aquilo. Sentia que a raiva gerada pelos ladrões, malfeitores e afins só deixava-me mais a vontade nas "vinganças" contra estes. Talvez estivesse me tornando uma pessoa obscura aos poucos e isso ocorria de maneira tão repentina que sequer percebia, caso não parasse para pensar nisto.
avatar
Pietro
Narrador
Narrador

Mensagens : 834
Poké Points : 3386
Idade : 22
Localização : Senzala

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #Chapter 04 - Newt

Mensagem por Zero em Dom Dez 07, 2014 11:07 am



Pewter City



Clima: Frio. || Post: 10
21:53 PM

Mentir parecia a melhor saída agora.

O garoto pegou a esfera bicolor do cinto do velho morto e com o Confusion de seu Solrock conseguiu esconder o cadáver atrás de uma enorme pedra. Ainda assim, outros fatores denunciavam aquilo: o sangue e o mau cheiro que começaria em instantes.

Deixando que tudo se desenrolasse da sua maneira, o jovem criador de Lavender liberou a criatura lá de dentro. Era um Pokémon pequeno e com uma aparência maléfica, que sentiu falta de seu treinador logo quando olhou para os lados. Viu o sangue e ficou apavorado, mas logo o garoto começara uma conversa com ele. O Pokémon sequer demonstrou algo.

Ele era muito rígido e também grosseiro, pois acabou por insultar Solrock, para a sorte dele Solrock não era de ligar para xingamentos ou coisas do tipo. No entanto, ainda não havia explicação alguma para o sangue.

- Drub, drub! - Falou, agora caminhando mais a frente como se liderasse a "missão" que eles tinham de escavar.

290303
330404
black
D9D9D9








avatar
Zero
Fundador
Fundador

Mensagens : 4221
Poké Points : 11605
Idade : 17

Ver perfil do usuário http://pkeliterpg.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #Chapter 04 - Newt

Mensagem por Pietro em Dom Dez 07, 2014 1:17 pm

Por sorte, o gênio do pokémon fez com que este pouco se importasse com minha explicação. Ele era uma versão ainda pior de Solrock. Não era somente sério, era também muito grosseiro. Espantou-se com aquela quantidade de sangue pelo chão, mas logo começou a caminhar em frente, parecendo o líder da situação.  

- Eu ouvi seu treinador praguejando a respeito de uma mulher... Pelo o que entendi ela o traiu e lhe deixou uma grande ferida no braço, que gerou todo aquele sangue. Isso foi tudo que pude ouvir e ver, visto que estava um pouco afastado da casa que ele saiu as pressas.

A segunda parte daquela grande mentira fora posta em jogo. Precisava fazer com que aquela criatura se virasse contra a mulher, garantindo que este não voltasse sua fúria a mim quando encontrássemos a ladra. Ouvira da própria boca do velho Rubens que ela não iria dividir o dinheiro ganho com a venda do que fosse roubar ao mercado negro. Com isso, notava-se que era uma pessoa gananciosa e se este pokémon já tivesse convivido com ela, saberia disto também.

Segui a criatura ao lado do flutuante e sério Solrock, apenas prosseguindo por aquele túnel até que pudesse encontrar a mulher por fim.
avatar
Pietro
Narrador
Narrador

Mensagens : 834
Poké Points : 3386
Idade : 22
Localização : Senzala

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #Chapter 04 - Newt

Mensagem por Zero em Dom Dez 07, 2014 8:05 pm



Pewter City



Clima: Frio. || Post: 11
21:58 PM

O túnel parecia não ter fim ou algo do tipo, eles caminharam um bom tempo ao lado do Pokémon, que já tinha sido registrado pela Pokédex do jovem como Drilbur. Pelo visto aquele Pokémon tinha uma personalidade bastante diferente do que o rapaz imaginara: ele era imperatvo, grosseiro e bastante revoltado.

O Drilbur apenas ignorou tudo o que Estefan disse, seguindo em frente.

...


- Finalmente você está aqui Drilbur! Cadê aquele velh- - A mulher ruiva com vestes negras foi interrompida quando o criador chegava ali no local. Drilbur olhou para ela estranho, pela primeira vez desmontrou algum sinal de dúvida e queria uma satisfação. - E-ele! O que ele fez com Rubens? - Gritou a mulher bastante alterada.

Drilbur então passou a raciocinar.

O sangue... A tal "fuga" repentina... Mesmo que Estefan tivesse ocultado muito bem as mentiras, no fim, o Pokémon acabou por descobrir tudo. Ele trabalhava junto de Rubens há muito tempo em um ramo de explorações no Rock Tunnel. Numa expedição por lá, o velho e seu Pokémon foram recrutados pela ruiva para fazerem um trabalho sujo. O velho aceitou sem problemas, mas o Pokémon sempre ficou com um pé atrás. Nunca gostou de seu dono, muito menos desta mulher, mas ele precisava disso se quisesse ser rico como sempre quis. Pelo menos a ganância ele tinha em comum com a ladra.

- Olha aqui... Se você me ajudar, eu posso até pensar em dividir um pouco a recompensa contigo. Mas nem pense em me parar, aquele Trubbish não passava de um Pokémon emprestado. - Falou a mulher. Drilbur ganancioso como era, já foi logo fechando suas mãos numa broca e ursufruía de Dig para tentar escavar uma parte da parede.

Agora as coisas estavam se abrindo mais para Estefan.

290303
330404
black
D9D9D9








avatar
Zero
Fundador
Fundador

Mensagens : 4221
Poké Points : 11605
Idade : 17

Ver perfil do usuário http://pkeliterpg.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #Chapter 04 - Newt

Mensagem por Pietro em Dom Dez 07, 2014 8:44 pm

Chegara num ponto onde uma decisão deveria ser tomada: Lucrar ajudando a ruiva a roubar o museu, ou a deter. Sinceramente eu não sentia desejo algum de enriquecer de maneira realmente suja ou coisa assim. Meus planos de tornar-me um Rocket eram apenas com intuito de ajudar os pokémons, e faria realmente coisas "obscuras" se fosse preciso, contudo, aquilo não era.   

- Saia, Skiddo!

Liberei o bondoso gramíneo de sua esfera bicolor, notando como sua feição serena e inocente parecia clarear a situação e intenções escuras.

- Sinto muito, mas não tenho intenção alguma de lhe ajudar nesse furto. Skiddo, envolva o Drilbur com seu Vine Whip e o lance contra a parede.

Se a ruiva havia solicitado a ajuda de Rubens e seu pokémon, significava que sozinha não era capaz de prosseguir com a escavação iniciada. Precisava então deter aquela toupeira gananciosa, que pouco pareceu importar-se com o que eu fizera ao seu antigo mestre.

- Siga o chicoteando com o Vine Whip!
avatar
Pietro
Narrador
Narrador

Mensagens : 834
Poké Points : 3386
Idade : 22
Localização : Senzala

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #Chapter 04 - Newt

Mensagem por Zero em Dom Dez 07, 2014 9:11 pm



Pewter City



Clima: Frio. || Post: 12
22:02 PM

O Pokémon era muito, muito rápido. Sua broca não teve dificuldade alguma em furar aquela parede em instantes, o uso de Dig realmente era algo de útil numa hora como essas. Logo, Skiddo era liberado de sua esfera e agora era mais um participante daquela trama.

- Não vai mesmo! - E estalou os dedos.

Skiddo já soltava vinhas de suas "graminhas" quando de repente um vulto negro passou a frente e simplesmente abateu aquela vinha, inutilizando-a e deixando que Drilbur continuasse seu trabalho sem mais intervenções. A mulher ruiva então abria um sorriso em sua face por debaixo do pano negro que cobria sua boca. Agora os cristais iluminavam melhor as vestimentas da mulher.


- Eu realmente gostei da sua astúcia, a princípio pensei que fosse um daqueles Rockets imundos... Mas pelo que parece, não é. - E então mais uma daquelas "sombras" saltava de um dos cristais para abater o golpe de Skiddo, a vinha dessa vez ia diretamente contra a mulher, que empunhava seu bastão para conseguir defender-se do golpe.

Mais sombras apareciam, estas agora formavam uma fileira a frente do garoto. Todas eram sorridentes e mostravam seus dentes afiados, mas quando a ruiva bateu seu bastão no chão do local, todos os cinco se enfileiraram a seu lado e ficaram numa postura séria como se fossem soldados.

- Chamo-me Reyna... A mercenária das trevas. - Falou ela, e uma hora ou outra olhava para trás checando se o progresso ainda iria demorar muito.

Spoiler:
Agora você tem a chance de trocar de Pokémon se quiser, ou então inserir mais um na luta x).

290303
330404
black
D9D9D9








avatar
Zero
Fundador
Fundador

Mensagens : 4221
Poké Points : 11605
Idade : 17

Ver perfil do usuário http://pkeliterpg.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #Chapter 04 - Newt

Mensagem por Pietro em Dom Dez 07, 2014 9:41 pm

Mais uma difícil batalha se apresentava a mim. A mulher, nomeada Reyna, parecia ser bem mais centrada de organizada do que antes me parecera. Comandou cinco estranhos e sombrios pokémons para que formassem uma fila ao seu lado, tendo um destes bloqueado os ataques de Skiddo anteriormente.  

- Skiddo, fique atrás de mim. Solrock, avante!

O flutuante obedeceu meu comando como se também fosse um soldado, pronto para o confronto que em breve se iniciaria. Com sua expressão séria, esperou qualquer comando que lhe fosse proferido.

- Saia, Spinarak!

A aracnídea saiu de sua esfera e prostrou-se em frente aos pokémons sorridentes, com uma expressão não séria, mas maligna. Talvez a aranha estivesse tão cheia de más intenções quanto a feição daqueles organizados adversários, mas isso não atrapalharia-me em nada, julgava. Com a Pokédex já em mãos, recolheria os dados dos obscuros - habito que havia se tornado frequente, inclusive.

- Solrock, use o Rock Throw para retirar qualquer pedra perto destes e a arremessar contra um deles. Spinarak, quero que corra até o lado onde eles se encontram e use seu String Shot para tecer uma "armadilha". Use as paredes como ponto de ligação para suas teias, deixando-os cercados pela seda.
avatar
Pietro
Narrador
Narrador

Mensagens : 834
Poké Points : 3386
Idade : 22
Localização : Senzala

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #Chapter 04 - Newt

Mensagem por Zero em Dom Dez 07, 2014 10:26 pm



Pewter City



Clima: Frio. || Post: 12
22:02 PM

Agora o criador decidiu tomar um rumo diferente ao ver aquelas sombras tão velozes e fortes dominadas por Reyna. Seu Skiddo fora "retornado", dando alguns trotes até ficar atrás de seu dono, ao ver isso, a mercenária franziu o cenho.

- Tsc! Onde já se viu?! - E então mais uma batida com seu bastão no chão, a ordem necessária para que os noturnos tomassem a iniciativa de formarem uma fileira reta em sua frente.

Solrock novamente voltava a ativa como se fosse um robô, não tinha sentimentos, não tinha nada contra nada, para ele tudo estava bom. A rocha alaranjada que se assemelhava muito a um sol ficou lá planando com o seu olhar intimidador para o grupo de sombras, que não temeram nem um pouco - alguns até mesmo fizeram careta, mas não obtiveram sucesso em irritar o meteorito.

Sableye
Yamirami



Vive tranquilamente nas profundezas de cavernas. Ele cava o chão à procura de pedras para comer. São temidos por muitos pois acredita-se que aquele que vir as jóias de seus olhos brilharem na escuridão terá seu espírito roubado.

Não era o único que participaria do combate.

Logo a aranha maligna foi liberta de sua Great Ball e avançou até a batalha ao lado de Solrock. Ela já não era tão inexpressiva assim, portando uma feição maléfica e emburrada. Algo que chamou a atenção de Reyna foi o brilho que ela emitira ao ser liberta, isso também agradou alguns Sableyes, que pelo visto gostavam de qualquer coisa brilhosa.

O campo era simples. Um túnel bem iluminado pelos cristais azulados alheios e o teto contém algumas estalactites cristalizadas. Afinal, porque tem tantos cristais no subterrâneo de Pewter? Talvez seja por isso que investiram em abrir a Stone Emporium no local, achar pedras raras pelos arredores da cidade rochosa não era uma tarefa tão difícil assim.

- Comecemos. - E olhou para o que Estefan podia fazer.

Solrock seguiu girando seu corpo como sempre e planou um pouco mais alto: rochas na lateral eram destacadas com uma energia púrpura e simplesmente se ejetavam dali em direção ao Sableye mais próximo, que logo foi ordenado para desviar com um simples estalo de dedos vindo de Reyna. A rocha espatifou-se completamente no chão, e logo os outros passavam a agir.

- Raak! - Entretanto, a aranha azulada não deixaria isso acontecer assim tão facilmente.

Teceu uma teia rapidamente, os Sableyes tentavam fugir, mas a velocidade era tanta que foram poucos os que fugiram daquela "armadilha" de seda, que mesmo assim já ameaçava se desfazer por causa do peso daqueles três Pokémon que portavam cristais preciosos no corpo. Dois Sableyes conseguiram fugir, e estes agora estavam atentos às ordens da mercenária.

- Rain Dance e Shock Wave. - Logo, o teto da caverna começava a pingar após uma dança esquisita vinda de um dos Sableyes que fugiram. Ele balançava seus braços para os céus como se estivesse num ritual, e logo a chuva dentro da caverna tinha início! O chão ficava repleto de algumas poças de água, e todos os presentes estavam encharcados.

O outro concentrou no rubi em sua barriga uma carga elétrica e a lançou diretamente contra Spinarak, que fora atingida em cheio. A chuva deixou tudo mais doloroso para a pequena, que voou para trás em vários rodopios.

- Mean Look, Leer e Captivate. - A mulher continuava a olhar para trás, mostrando sua impaciência sobre o fato de Drilbur estar demorando com a escavação.

Um dos Sableyes presos usava Mean Look na Spinarak, esta via olhos agora em diversos cristais e até mesmo olhos misteriosos que nasciam no corpo de Solrock. Era tudo muito assustador para a Pokémon, ela agora se sentia observada a todo instante... Não poderia mais retornar para sua Poké Ball. O outro Sableye usava Leer diminuindo a defesa de ambos os Pokémon com um simples brilho em seus olhos cristalinos, e já o terceiro focava seu olhar nos de Solrock.

Um brilho amarelado sobria os olhos de Sableye que então piscaram num flash incrível. Aquele era o uso do Captivate, que tinha acabado de reduzir o ataque especial do Pokémon sol.


Sableye M
LV 10
HP 100%
Considerações - 1 Speed


Sableye M
LV 10
HP 100%
Considerações - 1 Speed


Sableye M
LV 10
HP 100%
Considerações - 1 Speed


Sableye M
LV 10
HP 100%
Considerações


Sableye M
LV 10
HP 100%
Considerações
VS

Spinarak F (Mean Look)
LV 14
HP 68%
Considerações - 1 Defense.


Solrock
LV 12
HP 62%
Considerações - 1 Defense, - 2 Sp. Attack

- Aprenda como se faz uma luta! - Bradou, tornando a olhar para trás e então focou-se novamente na batalha. Suas ordens eram secas, e nada explicativas... Era como se todos os sableyes já tivessem ensaiado para um momento como esse. - Mean Look em Solrock. Night Shade em Solrock. Astonish em Solrock. Leer e Leer. Vão, ataquem todos de uma só vez! - Ordenou, provavelmente já muito impaciente.

Mais duas narrações para Drilbur abrir a parede.
290303
330404
black
D9D9D9








avatar
Zero
Fundador
Fundador

Mensagens : 4221
Poké Points : 11605
Idade : 17

Ver perfil do usuário http://pkeliterpg.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #Chapter 04 - Newt

Mensagem por Pietro em Dom Dez 07, 2014 11:02 pm

Malditos Sableye's... A maneira como Reyna os comandava tornava tudo aquilo uma bagunça para mim. Eram cinco, cinco comandos e ações as quais deveria prestar atenção; sinceramente era uma das batalhas mais difíceis que travara, se não a pior destas. Precisava manter a calma e me focar, pensando no que fazer com aquele novo cenário totalmente molhado.

- Solrock, use o Confusion! Quero que manipule vários destes cristais luminosos, a maior quantia de conseguir. Os levite na frente dos Sableye's, faça com que "dancem" e chamem sua atenção.

De acordo com os dados fornecidos por meu aparelho, as criaturas sombrias tinham um gosto peculiar por coisas que brilhassem; precisava usar disto em meu favor de alguma forma.

- Spinarak, entre em cena. Apareça em meios aos cristais, voltando agora a atenção para você.

Por ser um pokémon shiny, obviamente a aranha tinha seu "brilho próprio" e se destacaria em meio as pedras reluzentes. Precisava fazer com que aqueles cinco entrassem num estado de "transe", tornando-os obcecados pelas coisas brilhantes que dispunha, inclusive a aracnídea.

- Seduza-os de maneira que consiga os reunir perto de você... Solrock, levemente solte os cristais, deixando-os todos em torno da Spinarak.

Precisava ser cauteloso e fazer tudo passo a passo. As pedras reluzentes seriam deixadas em volta da aranha somente visando chamar ainda mais a atenção dos sorridentes, mantendo seu "transe" caso conseguisse realmente o obter. Tomando uma perspectiva melhor da cena, tentei lembrar de qualquer informação ou detalhe presente. Percorri o local, os pokémons, meus defensores, o Drilbur escavando pouco mais a frente, a mulher, seu bast... O bastão!

Talvez uma mente mais brilhante do que aqueles cristais eram pudesse ter sacado isso mais rapidamente. Recordava-me que os fantasmas obscuros executaram uma série de ações após Reyna chocar seu bastão contra o solo; seria aquele objeto uma arma capaz de "controlar" os Sableye's? Precisava testar.

- Solrock, use o Confusion naquele bastão. O traga até mim!

Spinarak ficaria encarregada de voltar as atenções dos fantasmas a ela pouco mais ao lado, enquanto o sol executaria meu comando, tentando arrancar psiquicamente o objeto das mãos da mulher.
avatar
Pietro
Narrador
Narrador

Mensagens : 834
Poké Points : 3386
Idade : 22
Localização : Senzala

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #Chapter 04 - Newt

Mensagem por Zero em Dom Dez 07, 2014 11:42 pm



Pewter City



Clima: Frio. || Post: 13
22:05 PM

Eis que então uma maré de ideias assolou a mente do garoto.

Os Sableyes se preparavam. O toque daquele bastão no solo era repetitivo e até irritante. "poc, poc, poc, poc, poc". Cinco. Os cinco então atacaram com tudo Spinarak e Solrock, no entanto, algo os interrompeu.

Rochas com cristais simplesmente se deslocaram de todos os hemisférios do túnel e se reuníram como um cinturão cercando os Pokémon sombrios, que viam aquilo como um tipo de paraíso. Eles tentavam pegar, mas quando tentavam, os cristais azulados subiam mais ainda, tornando isso algo impossível. O Confusion controlava as rochas com um poder incrível, o problema era: até quando Solrock podia segurar aquilo?

- Seus inúteis! Atacar! - E bateu novamente com o bastão no chão.

Eles pareceram acordar de um transe, mas logo o "desenrolar" do plano chegou: Spinarak, a aranha saltava de pedra em pedra até surgir entre algumas e captar toda a atenção daqueles Sableyes para a direita: o brilho dos cristais refletia no corpo da aracnídea que emitia o seu brilho natural azulado, deixando-os realmente hipinotizados.

- Já que vocês não conseguem nad... - Quando viu, estava segurando o vento. O bastão levitava indo em direção a Estefan com o uso de Confusion, e antes desse chegar as mãos do garoto, este notou que havia uma pedra preciosa na parte inferior: um rubi que brilhava intensamente, provavelmente a rocha que ao emitir barulho fazia com que os Pokémon fossem controlados.

De repente, os cristais despencaram no chão, fazendo um grande ruído, tão forte que os próprios Sableyes tiveram que por as mãos em seus ouvidos. Spinarak já não estava mais lá, mas sim do lado de seu treinador.

Drilbur por sua vez escavava feito um louco a parede, e um feixe de luz já aparecia ali. Os Sableyes já não sabiam mais de nada, não sabiam onde estavam, e porque estavam ali. Apenas correram em diferentes direções deixando tudo para traz...

Solrock recebeu 710 EXP
Solrock subiu para o Level 16
Spinarak recebeu 710 EXP
Spinarak subiu para o Level 16
Spinarak aprendeu Shadow Sneak

Reyna agora encontrava-se no chão. Como seu plano perfeito havia sido simplesmente esmagado? A chuva parava, mas as poças de água continuavam pelo local. Seu grito saía abafado pelo pano que cobria sua boca, e então começou a chorar. O que diabos aliás era motivo para tanto choro?

- Me desculpe, pai... - Murmurou.

Mais uma narração para Drilbur abrir a parede.
290303
330404
black
D9D9D9








avatar
Zero
Fundador
Fundador

Mensagens : 4221
Poké Points : 11605
Idade : 17

Ver perfil do usuário http://pkeliterpg.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #Chapter 04 - Newt

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum